Escola no Japão treina aprendizes de Papai Noel

Truques mágicos e respostas diretas fazem parte de se tornar um Papai Noel no Japão, pelo menos de acordo com a Santa Claus Academy, em Tóquio, que treina Papais Noeis em um país com pouca tradição cristã e onde o Natal é muito mais comercial do que religioso.

Reuters

27 de novembro de 2012 | 13h46

Em um recente fim de semana, 88 aprendizes de Papai Noel lotaram a escola no distrito Roppongi, em Tóquio, para um curso intensivo de como se comportar como o "Santa-san", a maneira como o velhinho de roupa vermelha é conhecido no Japão.

"Há muitas crianças que não acreditam mais em Papai Noel", disse Masaki Azuma, diretor da escola. "Então eu disse a mim mesmo: 'Vamos trazer de volta o Papai Noel'."

A sessão da manhã começou com Azuma treinando os alunos na mentalidade de ser Papai Noel, como não responder a nada a não ser que seja chamado de "Santa-san", juntamente com ensinar-lhes truques de mágica, que Azuma recomenda como um bom quebra-gelo para crianças muitas vezes tímidas.

O resto da sessão foi dedicado a responder às perguntas difíceis que as crianças têm o hábito de fazer, como "Minha casa não tem uma chaminé, e também temos um sistema de segurança, então como você vai conseguir entrar e entregar meu presente?".

A resposta da academia é que Papai Noel, cujo trabalho é entregar presentes não importa o que aconteça, vai encontrar uma maneira. Além disso, o sistema de segurança deve reconhecê-lo e deixá-lo entrar.

Após isso, os alunos vestidos com suas roupas de Papai Noel passeiam pelas ruas no bairro lotado de Omotesando, trocando acenos com os compradores e, ocasionalmente, parando para posar para fotos.

"Não só fomos capazes de atrair a atenção, como também interagimos e melhoramos o dia de cada um", disse Kazuko Iida, que visita pré-escolas locais e casas de repouso durante a época de Natal.

(Reportagem de Kimiteru Tsuruta)

Tudo o que sabemos sobre:
JAPAOPAPAINOELESCOLA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.