Escolas reabrem no Iraque

As escolas de Bagdá voltaram hoje a funcionar. As aulas estavam suspensas desde 19 de março, um dia antes do início dos ataques das forças anglo-americanas. A volta às aulas, no entanto, ainda é tímida. Em um colégio com 1,2 mil alunos, apenas 200 marcaram presença.Há muitas mudanças esperando as crianças iraquianas. Em primeiro lugar, foram canceladas as "aulas de patriotismo", ministradas aos sábados. Também estão banidas as referências ao ditador Saddam Hussein. Seus retratos foram retirados das salas, e as aulas não começam mais com a saudação "vida longa a Saddam".Para os professores, o desafio será grande. O primeiro passo será driblar as muitas referências ao ditador nos livros didáticos. "Ensinamos nos alunos que Saddam era um grande líder, e eles o viram cair. Agora, acham que o que estudaram não é correto. Não confiam muito na gente", diz um professor.Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.