Escritor cria polêmica ao responsabilizar Israel por 11 de setembro

O escritor Amiri Baraka, recentemente designado poeta oficial do Estado americano de New Jersey, foi o centro de uma polêmica no último final de semana ao sustentar que os ataques de 11 de setembro de 2001 nos EUA foram obra dos israelenses. Baraka escreveu o poema "Alguém explodiu a América", no qual responsabiliza Israel pelos ataques terroristas. Em declarações ao jornal The New York Times, o escritor avançou em sua teoria. "Obviamente os israelenses sabiam, como também sabia o presidente George W. Bush (...)". "Sei que feri a sensibilidade de muita gente, mas o que posso fazer? Ninguém é perfeito", disse.O governador de New Jersey, James Mcgreevey, pediu para que o poeta renuncie à pensão de US$ 10 mil (por um período de dois anos) a que tem direito por seu título de poeta oficial. Baraka, de 67 anos, afirmou que não está arrependido de ter escrito o poema polêmico e anunciou que não renunciará à pensão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.