Escritório de partido político é atacado na Itália

A polícia italiana informou que duas pequenas bombas explodiram em frente à sede da Liga Norte, partido de direita e contrário à imigração que integra o governo do primeiro-ministro Silvio Berlusconi. Carla Galluccio, inspetora de polícia de Varese, na Lombardia, disse que ninguém ficou ferido após as explosões ocorridas na manhã de hoje. Segundo ela, grupos anarquistas são os principais suspeitos do ataque.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2010 | 11h03

Um grupo anarquista italiano assumiu a responsabilidade pelo envio de cartas-bomba a embaixadas instaladas em Roma na semana passada. Duas pessoas ficaram feridas. A Liga Norte - cujo fundador, Umberto Bossi, mora a dois quarteirões da sede do partido - já defendeu a separação da região Norte do restante do país. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Itáliaataquesanarquistas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.