Escritórios da Irmandade Muçulmana no são atacados

Escritórios da Irmandade Muçulmana em pelo menos três cidades egípcias foram atacados nesta sexta-feira. O escritório do grupo no bairro de Manial, no Cairo foi invadido e saqueado e alguns integrantes da Irmandade foram agredidos, informou o porta-voz do movimento à agência France Presse.

Agência Estado

22 de março de 2013 | 15h09

O ataque ocorreu quando centenas de manifestantes estavam em confronto com a polícia e islamitas nas proximidades da principal sede da Irmandade, localizada em outro bairro da capital.

Ao mesmo tempo um escritório do grupo na cidade costeira de Alexandria também foi saqueado. Uma cameraman da Associated Press viu manifestantes atacarem o local e saírem com computadores, arquivos e outros objetos.

Em Mahalla, cidade do Delta do rio Nilo, uma representação da Irmandade foi incendiada, segundo a agência estatal de notícias Mena. Os manifestantes lançara coquetéis molotov contra o prédio, que pegou fogo rapidamente. As informações são da Associated Press e da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EgitoIrmandade Muçulmanaataques

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.