Escritórios da Waha Oil foram destruídos na Líbia

Mísseis destruíram os escritórios em Trípoli da Waha Oil, uma empresa de petróleo criada em parceria entre a estatal líbia National Oil (NOC) e as norte-americanas ConocoPhillips, Marathon Oil e Hess.

AE, Estadão Conteúdo

27 de setembro de 2014 | 09h37

Os escritórios estavam próximos ao aeroporto de Trípoli, onde milícias rivais se enfrentaram pelo controle desta localização estratégica. Fotos publicadas em uma página do Facebook administrada por funcionários da Waha mostraram que um prédio foi queimado e que seu telhado desabou.

"Os escritórios foram completamente destruídos e o departamento de operações teve de se mudar para outro lugar", disse um porta-voz da NOC. Mas a "operação não foi afetada", acrescentou.

Os campos operados pela Waha Oil estão localizados no leste da Líbia, centenas de quilômetros de seus escritórios na capital Trípoli. Esses campos estão agora produzindo cerca de 205 mil barris por dia, contra 22 mil barris por dia em 28 de agosto, afirmou outro funcionário de petróleo da Líbia na noite de sexta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Mais conteúdo sobre:
LíbiaViolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.