Eslováquia investe em tecnologia

Para impedir o fluxo ilegal de imigrantes, o governo da Eslováquia investiu pesado em tecnologia de última geração e reforçou a presença de soldados na região fronteiriça. O país tem hoje 886 militares para proteger os cerca de 100 quilômetros de fronteira com a Ucrânia, ou seja, um soldado a cada cem metros. Na cidade de Sobrance, base da vigilância eslovaca, salas inteiras abrigam telões com as imagens de praticamente toda a linha de fronteira. A polícia mantém um câmera a cada 150 metros. Tudo o que ocorre na fronteira pode ser acompanhado 24 horas por dia. De acordo com autoridades locais, a busca por imigrantes não é a única meta da polícia eslovaca. A União Europeia está preocupada também com a invasão de produtos falsificados e ainda com o contrabando de cigarros e outros produtos pelos rios da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.