Eslovênia elege primeiro prefeito negro do país

A Eslovênia elegeu ontem seu primeiro prefeito negro, um imigrante da África conhecido como o "Obama de Piran", que é a cidade onde o político vive. Peter Bossman é um médico nascido em Gana que vive há décadas no país europeu.

AE-AP, Agência Estado

25 de outubro de 2010 | 12h25

Bossman, que chegou à pequena nação alpina, antes integrante da Iugoslávia, na década de 1970 para estudar Medicina, ganhou em segundo turno a eleição em Piran com 51,4% dos votos. O candidato de 54 anos é membro do governista Partido Social Democrata.

Tem seu consultório e pertencia previamente à Câmara Municipal de Piran. Após a vitória, Bossman disse estar "contente e orgulhoso". Localizada perto de Itália, Áustria e Croácia, a Eslovênia é membro da União Europeia (UE) e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan).

Tudo o que sabemos sobre:
Eslovêniaeleiçãoprefeito negro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.