Eslovênia quer acordo para autorizar tropas americanas

Reagindo a um pedido dos EUA para permitir o trânsito de tropas e equipamentos por seu território, o governo da Eslovênia afirmou que precisará primeiro de chegar a um acordo formal com Washington, que o parlamento teria, então, de aprovar. Os EUA querem que suas forças e equipamentos passem pela Eslovênia para chegar à Turquia, a fim de proteger este país no caso de uma guerra com o Iraque, informou o porta-voz governamental Gregor Krajc.Ele disse que o Ministério da Defesa promoverá discussões com oficiais dos EUA sobre "elementos concretos de um acordo em potencial". Qualquer acordo, então, terá de ser aprovado pelo gabinete e ratificado pelo Parlamento.A Eslovênia, uma ex-república iugoslava, se colocou ao lado de Washington na guerra contra o terrorismo e assinou, com outras 9 nações do leste europeu, uma carta de apoio a uma campanha liderada pelos EUA no Iraque.Mas o governo tem insistido que qualquer ação no Iraque tem de ser autorizada pelo Conselho de Segurança da ONU.A Eslovênia está entre os países com mais chances de entrar na Otan, e o governo quer manter boas relações com Washington. Entretanto, à medida que aumentam os temores de guerra, o público está cada vez mais anti-Otan e antiamericano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.