Peter Nicholls/Reuters
Peter Nicholls/Reuters

Espaço aéreo da Inglaterra é reaberto depois de falha com centro de controle

Após uma falha no sistema fechar o espaço aéreo em parte do Reino Unido, a agência nacional de controle aéreo britânica (Nats, na sigla em inglês) anunciou que o problema foi resolvido e as operações estão sendo normalizadas.

Estadão Conteúdo

12 de dezembro de 2014 | 16h25

O problema teve origem em computadores de dois centros de controle de tráfego do país, um dos mais movimentados do mundo. Oficiais do aeroporto de Heathrow afirmaram que a falha aconteceu por causa de uma queda de energia.

Os cinco aeroportos comerciais de Londres foram afetados, incluindo Heathrow, o mais movimentado da Europa. Os voos atrasaram na unidade, mas houve poucos cancelamentos. Alguns aviões que estavam programados para posar ali estão sendo direcionados para outros aeroportos, como Manchester, onde a situação é normal.

O centro de Swanwick sofre com problemas desde sua inauguração, em 2002. Em dezembro do ano passado, um problema em um computador no início dos feriados de final de ano levou doze horas para ser consertado, provocou o cancelamento de cerca de 300 voos e o atraso de centenas de decolagens. Na época, o chefe do Nats, Richard Deakin, afirmou que a falha era um evento "que acontece uma vez a cada dez anos". Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.