Espanha aceita fazer parte do escudo antimíssil da Otan

O governo da Espanha concordou em participar do escudo antimíssil da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte). Com isso, a Marinha dos Estados Unidos empregará navios de guerra especializados na base naval de Rota, em Cádiz, no sul do país.

AE, Agência Estado

05 de outubro de 2012 | 11h28

A vice-primeira-ministra Soraya Saenz de Santamaria afirmou que os EUA e Espanha firmaram o acordo para utilizar a base naval como parte do escudo nesta sexta-feira, permitindo que quatro destróieres norte-americanos e mais de 1,4 mil operadores sejam enviados para o local.

No entanto, a Rússia vem se pondo à iniciativa e pediu por garantias de que o escudo não será utilizado contra ela. O Pentágono já tem unidades na Espanha, na base aérea de Moron, com a presença de 4,2 mil soldados e 1 mil civis. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaEUAescudo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.