Espanha aluga aviões após quebra de empresa aérea

O governo espanhol alugou quatro aviões para transportar milhares de passageiros presos em aeroportos na Espanha e na América Latina por causa da concordata da companhia aérea de baixo custo Air Comet, informou hoje o Ministério do Desenvolvimento. O governo espanhol calcula que terá de gastar 6,3 milhões de euros para ressarcir os quase 7.000 passageiros afetados pelo colapso da companhia aérea, entre os quais estão cerca de 1.500 brasileiros, segundo a emissora britânica BBC.

AE, Agencia Estado

23 de dezembro de 2009 | 19h51

As duas primeiras aeronaves deixaram hoje à noite a cidade de Madri, informou a pasta. Os voos têm como destino final as cidades sul-americanas de Buenos Aires, na Argentina, e Lima, no Peru. A Espanha suspendeu ontem a licença de funcionamento da Air Comet, controlada pelo grupo espanhol Marsan, depois que a companhia aérea requisitou proteção contra os credores e dispensou todos os seus quase 700 funcionários. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaaéreaconcordatabrasileiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.