Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Espanha amplia veto à pesca devido a derrame de óleo

O governo espanhol decidiu aumentar a faixa litorânea, de 500 quilômetros para 555 quilômetros, em que a pesca está proibida, por causa da poluição provocada pelo petroleiro Prestige. A limpeza continua e está longe de acabar.O barco, de 26 anos, grego e com bandeira das Bahamas, afundou na terça-feira passada a 250 quilômetros da costa da Galícia, vazando 6 mil toneladas de óleo combustível, que se somaram às 5mil toneladas derramadas na semana anterior.Com o aumento da área de proibição da pesca, 6 mil pescadores e 9 mil mariscadores estão sem atividade. São mais de 2,5 mil barcos parados.A Galícia é a região diretamente atingida pelo óleo mas, agora com as manchas negras de óleo no mar movendo-se para o norte, até o governo francês mostra-se preocupado. Os primeiros restosde óleo já chegaram às praias das Asturias e da Cantábria.Na outra ponta, no litoral de Huelva, na Andaluzia, cerca de 50 aves apareceram mortas, aparentemente contaminadas com óleo combustível.Mais de 900 voluntários e funcionários fazem a limpeza das 141 praias galegas. Até agora foram recolhidos perto de 1.500 toneladas de óleo da areia e das pedras.

Agencia Estado,

25 de novembro de 2002 | 20h35

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.