Espanha anuncia plano de retirada do Afeganistão

Após a França e os EUA, o primeiro-ministro da Espanha, Jose Luis Rodriguez Zapatero, anunciou ontem a retirada das tropas no Afeganistão, a partir do próximo ano. Pelo menos 10% dos 1,5 mil soldados espanhóis voltarão para casa no primeiro semestre de 2012. Outros 40% serão retirados em 2013. O premiê ressaltou que o ritmo da retirada pode mudar, de acordo com os acontecimentos, mas o plano inicial prevê a saída de todos os soldados até 2014.

, O Estado de S.Paulo

25 de junho de 2011 | 00h00

"Sinais de melhora da segurança no Afeganistão" e "a redução das ameaças de terrorismo" após a morte de Osama bin Laden, foram as justificativas dadas por Zapatero para a decisão.

O presidente Nicolas Sarkozy já havia anunciado na véspera a saída gradual das tropas francesas - seguindo o cronograma anunciado pelos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.