Espanha avalia receber presos de base dos EUA

A Espanha estuda receber parte dos 248 prisioneiros do centro de detenção dos EUA na Baía de Guantánamo, Cuba, se houver um acordo sobre o tema na União Européia, informou ontem um jornal espanhol. A chancelaria espanhola afirmou que o país estudará todas as possibilidades se houver um pedido formal da Casa Branca. O presidente eleito dos EUA, Barack Obama, prometeu fechar a prisão de Guantánamo durante sua campanha eleitoral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.