Espanha concede asilo político a 53 dissidentes cubanos

O governo da Espanha concedeu hoje asilo político a 53 dissidentes cubanos que começaram ser acolhidos por Madri em julho do ano passado.

AE, Agência Estado

15 de junho de 2011 | 18h43

De acordo com o secretário de Estado para assuntos ibero-americanos, Juan Antonio Yáñez-Barnuevo, entre os beneficiários da medida estão ex-prisioneiros de consciência do governo de Raúl Castro e familiares.

No total, a Espanha abrigou 115 ex-detentos e 647 familiares. Eles foram presos em 2003 e sua libertação foi intermediada pela Igreja Católica, com a ajuda do governo espanhol. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
dissidentesasilo políticoCubaEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.