REUTERS/Marco Bello
REUTERS/Marco Bello

Espanha declara embaixador venezuelano persona non grata no país

Medida foi tomada em reciprocidade ao anúncio similar feito pelo governo chavista com o embaixador espanhol em Caracas

O Estado de S.Paulo

26 Janeiro 2018 | 11h46

MADRI - O governo da Espanha declarou nesta sexta-feira, 26, persona non grata no país o embaixador da Venezuela no país, Mario Isea. A medida foi tomada em reciprocidade ao anúncio similar feito pelo governo chavista com o embaixador espanhol em Caracas, Jesús Silva Fernández, anunciado na quinta-feira. 

Para entender: A Venezuela em cinco crises

“O governo responde de forma proporcional, com a aplicação restrita do princípio da reciprocdade”, declarou o porta-voz da chancelaria espanhola, Íñigo Méndez de Vigo. 

Ontem, a chancelaria chavista disse que o representante espanhol foi considerado persona non grata “pelas contínuas agressões e recorrentes atos de ingerência do Governo espanhol nos assuntos internos da Venezuela”.

Parentes exigem entrega de corpos das vítimas de operação contra piloto rebelde na Venezuela

No começo da semana, a União Europeia aplicou uma série de sanções contra a cúpula do governo bolivariano, o que levou a protestos do homem forte do chavismo, o deputado constituinte Diosdado Cabello. Ele, assim como outros líderes venezuelanos, tiveram bens em território europeu bloqueados e foram impedidos de ingressar na União Europeia. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.