Espanha detém 13 acusados de ajudarem terroristas

A polícia espanhola deteve 13 pessoas na cidade de Bilbao sob suspeita de terem ajudado a financiar um grupo terrorista islâmico do norte da África, informou hoje o ministro do Interior, Alfredo Pérez Rubalcaba. A polícia investiga se "por meio de seus crimes havia algum desvio para financiar o terrorismo internacional", disse Rubalcaba. As autoridades espanholas usam com frequência esse termo para referirem-se a terrorismo islâmico.

AE-AP, Agencia Estado

20 de maio de 2009 | 13h06

Um comunicado do ministério diz que a polícia prendeu 12 argelinos e um iraquiano, todos moradores de Bilbao. O ministério informou que os detidos estavam envolvidos em roubos, venda de artigos roubados e tráfico de drogas, além de serem suspeitos de financiar atividades do terrorismo islâmico na Argélia. As autoridades espanholas vêm detendo dezenas de supostos militantes radicais islâmicos desde os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos e dos atentados contra trens em Madri, em 11 de março de 2004.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaterrorismoprisão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.