Espanha detém dois suspeitos de pertencer à Al-Qaeda no Magreb

Argelino e marroquino pretendiam receber treinamento jihadista no Mali, segundo a polícia

O Estado de S. Paulo,

23 de abril de 2013 | 09h29

O Ministério do Interior da Espanha informou que a polícia deteve dois supostos integrantes do braço norte-africano da Al-Qaeda. Segundo a polícia espanhola, o argelino Nou Mediouni foi detido em Zaragoza, no norte da Espanha.

De acordo com a polícia, ele teria ido para o Mali para se unir à Al-Qaeda no Magreb Islâmico, mas foi forçado, por restrições policiais africanas não divulgadas, a voltar para a Espanha. O outro detido, Hassan el Jaaouani, do Marrocos, foi preso em Múrcia, sul do país, após entrar em contato com um recrutador islâmico do Mali.

Os dois homens teriam visitado sites e fóruns islâmicos. As prisões aconteceram após uma investigação da polícia espanhola que teve duração de um ano e contou com a ajuda de autoridades da França e do Marrocos.

Os dois serão interrogados por uma juiz investigativo espanhol, que vai decidir se vai indiciá-los. O ministro do Interior, Jorge Fernández Díaz, deve fazer uma primeira avaliação destas detenções após inaugurar uma reunião de diretores de prisões espanholas. / EFE E AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.