Espanha detém integrantes de partido ligado ao ETA

Autoridades espanholas detiveram hoje Arnaldo Otegi, ex-porta-voz do partido basco Batasuna, braço político do grupo separatista Pátria Basca e Liberdade (ETA).

AE-AP, Agencia Estado

13 de outubro de 2009 | 20h02

A detenção foi ordenada pelo juiz espanhol Baltasar Garzón - uma das principais autoridades do país no combate ao terrorismo - e teve como objetivo evitar a reconstrução da cúpula do partido. Mais cinco pessoas foram presas na mesma operação.

As prisões ocorreram após uma reunião entre integrantes do partido numa sede sindical na cidade de San Sebastián, no País Basco, norte da Espanha.

Otegi foi detido inicialmente em junho de 2007 pelo crime de apologia ao terrorismo por participar, em dezembro de 2003, de uma homenagem a um integrante da ETA. Ele ficou preso por 15 meses.

Em 2003, o Batasuna foi proibido pela Justiça espanhola por seus vínculos com a ETA, organização que luta pela criação de um Estado independente na região do País Basco e sul da França.

Tudo o que sabemos sobre:
EspanhaprisãopartidoETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.