Bod Edme /AP
Bod Edme /AP

Espanha e França prendem líderes do grupo basco ETA

Iratxe Sorzabal, de 43 anos, e David Pla, de 40, foram presos em uma casa na cidade francesa de Santi-Etienne-de-Baigorry

O Estado de S. Paulo

22 Setembro 2015 | 15h43

MADRI - As polícias da Espanha e França prenderam os dois líderes do movimento separatista basco ETA, informou o Ministério do Interior espanhol nesta terça-feira, enfraquecendo mais ainda o grupo que anunciou em 2011 uma pausa indefinida em sua campanha de violência.

O grupo, que busca estabelecer um território independente basco no norte da Espanha e sul da França, resistiu a demandas para entregar as armas desde sua declaração, há quatro anos.

Iratxe Sorzabal, de 43 anos, e David Pla, de 40, foram presos em uma casa na cidade francesa de Santi-Etienne-de-Baigorry.

As prisões significam que os responsáveis pela administração das armas remanescentes do ETA não estão mais soltos, informou o ministério. A operação que levou à captura ainda está ocorrendo, acrescentou.

"Esta operação deixa o ETA absolutamente sem líder", informou o ministro do Interior, Jorge Fernandez Diaz. "Posso até dizer que isto será a certidão de óbito do ETA."

Duas outras pessoas foram presas no mesmo momento, incluindo o dono da casa, informou o Ministério do Interior, sem divulgar os nomes. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
EspanhaFrançaETA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.