Espanha envia 88 milhões de pastilhas para purificar a água no Haiti

Doação deve cobrir necessidades de 2 milhões de habitantes do país, assolado por surto de cólera

Efe

18 de novembro de 2010 | 18h10

PORTO PRÍNCIPE - o governo espanhol entregou ao Haiti nesta quinta-feira, 18, 88 milhões de pastilhas para purificar a água, o que deve cobrir as necessidades de água potável de dois milhões de habitantes do país, assolado por um surto de cólera que já matou mais de mil pessoas.

Veja também:

link Cólera atingirá pico em duas ou três semanas, diz médica no Haiti

A ajuda é parte do "plano de resposta" da Espanha para "ajudar o povo haitiano contra a epidemia de cólera que atinge o país", disse o embaixador da Espanha no Haiti, Juan Trigo Fenández, durante a entrega.

O material foi fornecido pelo Ministério de Assuntos Exteriores por meio da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento e enviado ao governo haitiano pelo embaixador.

O número de mortes causadas pela doença no Haiti desde 19 de outubro, quando a epidemia eclodiu, subiu para 1.110 e 18.382 internações, de acordo com a última atualização divulgada pelas autoridades sanitárias.

O diretor da Direção Nacional de Água Potável e Saneamento, o engenheiro Gérard Jean Baptiste, mostrou-se "animado com o apoio da Espanha". Ele disse que o país tem se beneficiado com a contribuição espanhola ao setor de água e saneamento, que "não recebe investimentos há muitos anos".

Por causa dessa situação, segundo o oficial, "todas as condições eram propícias para a disseminação da cólera", que atinge sete dos dez departamentos do Haiti.

Desde o surto da doença no país caribenho, a Espanha enviou US$ 2,5 milhões (R$ 4,2 milhões) para permitir a distribuição de cloro, sabão e sal de reidratação.

Tudo o que sabemos sobre:
cóleraHaitiEspanhaágua potável

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.