Espanha: EUA perderam credibilidade no Oriente Médio

O presidente do governo espanhol, José Luis Rodríguez Zapatero, qualificou a guerra do Iraque de "erro evidente" e disse que os Estados Unidos perderam a credibilidade como mediadores no Oriente Médio. Zapatero falou ao final de dois dias de visita oficial à Tunísia, onde tratou, entre outros, dos temas do terrorismo internacional e o conflito do Iraque. O líder espanhol criticou duramente a coalizão encabeçada pelos Estados Unidos que invadiu o Iraque. "Aqueles que cometeram esse erro flagrante já não estão capacitados para desenvolver o processo de paz (do Oriente Médio)", disse ele à imprensa. "Portanto, corresponde agora à Europa, às Nações Unidas e à Liga Árabe assumir um papel mais importante." O governante recordou que a guerra do Iraque deveria ter criado condições favoráveis para resolver a crise entre israelenses e palestinos. "Mais de um ano depois, a situação é ainda pior", constatou. Zapatero também condenou os extremistas iraquianos que tomaram reféns estrangeiros. "Estamos em uma situação que exige medidas políticas urgentes por parte das Nações Unidas", declarou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.