Espanha: Maquinista falava ao telefone com inspetor

O maquinista do trem que descarrilou na semana passada no noroeste da Espanha, provocando a morte de 79 pessoas, identificou a pessoa com quem conversava ao telefone no momento da tragédia, informou nesta quarta-feira um tribunal local.

AE, Agência Estado

31 de julho de 2013 | 13h21

Parente um tribunal espanhol, o maquinista Francisco Jose Garzon Amo disse que conversava com um inspetor ferroviário que também estava a bordo para saber em qual plataforma da estação de Santiago de Compostela ele deveria parar o trem.

O tribunal não revelou a identidade do inspetor nem informou se ele sobreviveu ou não ao desastre.

Ontem, o tribunal que acolheu o caso divulgou informações da "caixa-preta" do trem e revelou que o maquinista estava ao telefone na hora da tragédia.

Os dados da "caixa-preta" indicavam também que a composição viajava em velocidade bastante superior à permitida para aquele trecho da via e que o maquinista acionou os freios momentos antes do descarrilamento, aparentemente ao perceber que seguia rápido demais. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhatremdescarrilamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.