Espanha prende suposto membro da máfia siciliana

A polícia da Espanha prendeu um suposto membro da máfia siciliana Cosa Nostra, que se escondia no país com uma falsa identidade venezuelana, informou hoje o Ministério do Interior. Claudio Adriano Giusto, de 43 anos, foi detido no município catalão de Alcarrás, no nordeste do país. Ele era procurado havia 13 anos, acusado na Itália por homicídio, roubo e posse ilegal de armas, informou a polícia em comunicado.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 14h59

O fugitivo é acusado pelo assassinato de Giuseppe Magaddino, também pertencente a uma histórica família vinculada à máfia italiana, em 1998. Segundo a polícia, a busca por Giusto havia se concentrado recentemente na Espanha, onde ele por fim acabou localizado e detido nas imediações de sua casa em Alcarrás, na segunda-feira. A operação foi coordenada pelas polícias espanhola e italiana, em colaboração com a Interpol. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
mafiosoCosa NostraprisãoEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.