Espanha propõe compartilhamento de embaixadas

O governo espanhol apresentou nesta terça-feira uma fórmula para compartilhar embaixadas, consulados e representações comerciais com seus parceiros latino-americanos na Aliança do Pacífico: Chile, México, Colômbia e Peru.

AE, Agência Estado

01 de outubro de 2013 | 14h33

"Não é descabido pensar que em muito pouco tempos compartilharemos embaixadas, consulados e escritórios comerciais com países da Aliança do Pacífico", disse hoje o ministro das Relações Exteriores da Espanha, José Manuel García-Margallo, durante café da manhã com sua homóloga colombiana María Ángela Holguín.

García-Margallo explicou que a ideia de compartilhar embaixadas já funciona na União Europeia (UE) e sublinhou a importância de se buscar alternativas em momentos de escassez de recursos. A crise econômica levou o governo espanhol a fechar embaixadas e consulados, principalmente em países africanos, mas também na Europa.

A Espanha é Estado observador na Aliança do Pacífico. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaembaixadascompartilhamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.