Espanha recebe mais cinco ex-prisioneiros cubanos

Cinco ex-prisioneiros políticos cubanos se juntaram hoje aos 15 já libertados anteriormente pelo governo de Cuba. Blas Giraldo Reyes Rodríguez, Jorge Luis González Tanquero, José Ubaldo Izquierdo Hernández, Antonio Ramón Díaz Sánchez e Jesús Mustafa são parte do grupo de 52 presos que o governo de Raúl Castro se comprometeu a libertar em virtude de um acordo com a Igreja Católica local.

AE-AP, Agência Estado

23 de julho de 2010 | 14h31

Os 20 dissidentes enviados para a Espanha nas duas últimas semanas são os que inicialmente se manifestaram favoráveis a deixar Cuba. Mas o governo espanhol não descartou a possibilidade da chegada de mais ex-prisioneiros nos próximos dias.

Os cubanos, acompanhados por cerca de 100 familiares, estão distribuídos em pontos diferentes do país. Várias organizações sociais se encarregam de providenciar alojamento e alimentação enquanto tramita no governo a emissão de suas permissões de residência e trabalho. Os cubanos libertados fazem parte do chamado "Grupo dos 75", detidos e condenados em 2003 sob a acusação de receber dinheiro e orientação dos Estados Unidos e de seus aliados para destruir a revolução cubana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.