Espanha reforçará contingente no Afeganistão

O governo da Espanha aprovou um plano para enviar centenas de novos soldados ao Afeganistão, para ajudar a Otan a garantir a segurança das eleições previstas para setembro. A proposta amplia o número de soldados espanhóis no Afeganistão de 137 para quase 1.000, até a eleição. Depois alguns voltariam, deixando 540 no país até o final do ano. O gabinete também aprovou o envio de policiais ao Haiti. O premier socialista Jose Luis Rodriguez Zapatero, que criticou o governo anterior por mandar homens ao iraque sem autorização parlamentar, convocou uma sessão do Parlamento para terça-feira, a fim de debater os deslocamentos.O governo espanhol tem poderes para deslocar tropas sem permissão parlamentar, mas Zapatero lembrou que, ao ser empossado, em abril, havia prometido consultar o Legislativo nesse tipo de questão. Zapatero retirou as tropas espanholas do Iraque e diz que o caso afegão é diferente, já que lá existe um mandado da ONU para a presença de tropas internacionais.

Agencia Estado,

02 de julho de 2004 | 20h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.