Espanha suspende exportação de itens para Venezuela

A Espanha suspendeu indefinidamente as exportações de equipamento para controle de protestos ao governo da Venezuela após semanas de confrontos no país em meio a crescente violência e protestos da oposição.

Agência Estado

05 de abril de 2014 | 11h33

Falando em Atenas no sábado, o ministro de Relações Exteriores da Espanha, José Manuel Garcia Margallo, disse que "é um fato" que a Espanha suspendeu as vendas porque "é lógico não adicionar combustível onde há conflito".

A decisão foi tomada por um painel do governo em março, mas confirmada apenas agora publicamente. Garcia Margallo disse que a Espanha tem um interesse especial na Venezuela em razão dos 200 mil espanhóis que vivem no país.

O ministro disse que o governo está acompanhando o desenrolar dos fatos na Venezuela com atenção porque 30 espanhóis foram presos por forças leais ao presidente Nicolas Maduro. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaprotestosEspanha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.