Espanhóis fazem homenagem silenciosa a vítima do ETA

Milhares de pessoas se reuniram na quarta-feira diante de prédios públicos em toda a Espanha, para guardar cinco minutos de silêncio em honra de um guarda civil assassinado por dois supostos membros do grupo separatista armado basco ETA. Como em outras ocasiões, após assassinatos de pessoas atribuídos ao ETA, o público se congregou diante das sedes governamentais em cidades e aldeias, e muitas encerraram os cinco minutos de silêncio com uma salva de palmas. O protesto ocorreu no dia seguinte ao assassinato do agente Antonio Molina, de 27 anos, com tiros no abdome e na perna, quando, acompanhado de seu parceiro, aproximou-se de um automóvel em uma rampa de saída de uma rodovia na altura de Collado Villalba, perto de Madri. Seu compnheiro de patrulha, Juan Aguilar Osuna, de 26, foi ferido no tiroteio e hospitalizado, em estado grave. Um dos suspeitos - Gozton Aranburu Sudupe - foi ferido no confronto e detido pouco depois. O outro, Jesús María Etxeberri Garaikoetxea, conseguiu escapar e foi detido após horas, na cidade litorânea basca de San Sebastián. Ambos formavam parte do comando itinerante do ETA e planejavam realizar, nesse mesmo dia, um atentado em Madri, com os 50 quilos de dinamite que levavam em seu automóvel. O veículo havia sido roubado dias antes na França e circulava com placas falsas, segundo o ministro do Interior, Angel Acebes. Os especialistas em explosivos da guarda civil realizaram uma explosão controlada do veículo, que causou danos em um bairro próximo, disse Acebes. Os restos de Molina, casado e com uma filha, serão transportados em avião até sua cidade natal, Melilla - uma cidade espanhola no norte da África, junto à costa marroquina, onde será enterrado nesta tarde. Acebes disse que ambos os suspeitos eram membros do ETA, e tinham antecedentes penais; aparentemente, seriam eles os responsáveis por um atentado com explosivos realizado em 3 de deembro na cidade de Santander, no norte do país, que não deixou feridos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.