Espanhóis protestam contra medidas de austeridade

Dezenas de milhares de estudantes, representantes de grupos sociais e desempregados espanhóis participaram hoje de protestos simultâneos em mais de 50 cidades contra as medidas de austeridade aplicadas pelo governo e contra o papel dos bancos e dos partidos políticos na mais recente crise financeira internacional.

AE, Agência Estado

15 de maio de 2011 | 17h26

As manifestações foram organizadas por dois grupos de ativismo social sob a bandeira "Nós não somos mercadorias nas mãos dos políticos e dos banqueiros".

Em Madri, os manifestantes realizaram uma passeata de Praça Cibeles até a prefeitura, muitos deles vestindo camisetas amarelas distribuídas pelo grupo Jovens Sem Futuro, um dos organizadores da mobilização.

"Nós, os desempregados, os mal pagos, os subcontratados para trabalhos precários, os jovens da Espanha, queremos mudança e um futuro digno", reivindicava e desempregada Ines Bajo, de 24 anos.

Outras numerosas manifestações ocorreram em Barcelona, Valência, Sevilha, Bilbao e Zaragoza. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
Espanhaprotestos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.