Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Espanhóis protestam contra relaxamento de prisão

Dezenas de milhares de pessoas, convocadas pelo opositor Partido Popular (PP), marcharam neste sábado pelas ruas de Madri em protesto contra decisão do governo de relaxar a prisão do membro do grupo separatista ETA, José Ignacio de Juana Chaos.A marcha, que tinha como lema "Pela liberdade da Espanha. Sem mais cessões ao ETA", era liderada pelo presidente do PP, Mariano Rajoy, que considera que o governo de José Luis Rodríguez Zapatero foi "generoso com um terrorista desprezível".Foi a primeira manifestação organizada pelo principal partido de oposição. Os manifestantes, muitos deles levados a Madri em centenas de ônibus, mostraram sua indignação pela decisão envolvendo De Juana, cuja saúde ficou gravemente debilitada depois de 114 dias de greve de fome, finalizada na semana passada quando ele recebeu uma atenuação da pena. "Estamos perdendo a luta, porque isso que está sendo feito é um retrocesso", disse Ascensión Pérez, de 35 anos.De Juana iniciou em novembro uma greve de fome para protestar contra sua condenação de 12 anos, que posteriormente foi reduzida pelo Tribunal Supremo a três anos. Com isso, o membro do ETA poderá cumprir em sua casa os 18 meses de pena que ainda lhe restam.O governo disse que respeita o direito dos cidadãos de se manifestarem, mas adiantou que se manterá firme ante uma opção que tomou por motivos "legais e humanitários".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.