Espanhol aparece pela 1ª vez após transplante de rosto

O espanhol que se submeteu a um transplante parcial de rosto em janeiro apareceu em público pela primeira vez nesta terça-feira. Ele abraçou o cirurgião e agradeceu a família do doador. O paciente, identificado apenas como Rafael, conversou hoje com a imprensa no hospital de Sevilha, onde foi operado. "Quero agradecer à família do doador e à equipe médica", disse Rafael, ao lado de sua mãe e de sua irmã depois de receber alta.

AE-AP, Agência Estado

04 Maio 2010 | 20h41

O hospital afirmou que, por questões de privacidade, não forneceria seu sobrenome nem sua idade. Os médicos substituíram os tecidos inferiores de seu rosto por causa de uma doença congênita que os deformou por causa de tumores benignos. O médico Tomás Gómez Cía, diretor da unidade de cirurgia plástica, disse que o paciente havia pedido para falar com a imprensa por causa do interesse sobre o caso e também porque supôs que sua aparição em público encorajaria a doação para casos como o seu.

Rafael disse que quer que os meios de comunicação respeitem sua privacidade. "Agora, me deixem em paz", disse ele. Ainda que a reabilitação leve meses, Rafael consegue agora distinguir entre o frio e o quente e sentir dor nos lábios. Depois da operação, o paciente se reconheceu no espelho e ficou satisfeito com o que viu, disse Gómez Cia. "Não apenas não se viu como um monstro, como se achou mais jovem", acrescentou.

No mês passado, um hospital de Barcelona realizou o primeiro transplante total de rosto do mundo, o décimo primeiro transplante de rosto registrado. No caso de Sevilha, foi o segundo transplante parcial de rosto da Espanha.

Mais conteúdo sobre:
transplante rosto espanhol doadores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.