Espanhol condenado em Cuba cumprirá pena em Madri

O espanhol Angel Carromero Barrios, condenado à prisão em Cuba pela morte dos dissidentes Oswaldo Payá e Harold Cepero, retornou à Espanha neste sábado para cumprir o resto de sua sentença de quatro anos após um acordo entre os governos dos dois países.

AE, Agência Estado

29 de dezembro de 2012 | 15h13

Barrios, que atua em uma organização da juventude do Partido Popular (direita), perdeu o controle do carro e sofreu um acidente no dia 22 de julho no leste de Cuba, matando os dois passageiros, Payá e Cepero.

Carromero chegou ao Aeroporto Internacional de Madri com uma escolta policial ao lado de Miguel Vives, outro cidadão espanhol, condenado a 18 anos de prisão em Cuba por tráfico de drogas. Os governos cubano e espanhol aplicaram um acordo bilateral, forjado em 1998, que permite o fortalecimento recíproco de julgamentos criminais. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
condenaçãoespanhol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.