Espanhol de 16 anos faz cirurgia para mudança de sexo

Um espanhol de 16 anos fez uma cirurgia para mudar de sexo e se tornou o primeiro menor de idade na Espanha a passar por essa operação. Poucos países no mundo permitem que pessoas tão jovens sejam submetidos ao procedimento médico.

AE-AP, Agencia Estado

12 de janeiro de 2010 | 20h25

A cirurgia de duas horas e meia foi feita em Barcelona, há três semanas, e o paciente está bem, disse hoje o cirurgião de reconstituição Iván Manero, que fez a operação.

Manero afirmou que o paciente passou por tratamento hormonal e psiquiátrico por dois anos, após ter decidido fazer a cirurgia para ter um corpo de mulher. O adolescente "disse que se sente como mulher desde a idade de quatro ou cinco anos", disse Manero. O nome do paciente não foi revelado.

A cirurgia foi autorizada por um juiz, como é determinado pela Justiça da Espanha para menores que querem fazer a operação. Monica Martin, fundadora da Associação dos Transexuais da Espanha, disse que menos de 50 cirurgias de mudança de sexo são realizadas por ano no país.

Nesse caso, a família do adolescente pagou pela cirurgia num hospital privado. Na Espanha, os governos regionais administram seus sistemas de saúde e três deles - a Catalunha, a comunidade autônoma de Madri e a Andaluzia, no sul - pagam por cirurgias de mudança de sexo.

Transexuais no mundo

A Espanha faz parte de um pequeno grupo de países onde a lei permite que menores sofram cirurgias de mudança de sexo, diz Jameson Green, gerente do Centro de Excelência para a Saúde dos Transgêneros, na Universidade da Califórnia (EUA).

A Austrália e a Holanda são os outros países que permitem as cirurgias. A maioria dos países que permitem cirurgias de mudanças de sexo têm legislações que determinam que elas só podem ser feitas em pessoas com mais de 18 anos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.