Espanhol encontra bomba alemã na garagem de casa

Um homem encontrou na garagem da sua casa uma bomba de 250 quilos, de fabricação alemã, que não chegou a explodir há 70 anos, durante um bombardeio na Guerra Civil Espanhola (1936-1939). A descoberta ocorreu há duas semanas, quando o morador de Madri, não identificado pelas autoridades espanholas, realizava uma obra em seu domicílio, no subúrbio madrilenho de Morata de Tajuña. "Quando chegamos ao lugar, comprovamos que a bomba tinha dimensões consideráveis. A carga explosiva estava intacta e bem conservada. Detonamos a bomba em um lugar apropriado", explicou à Associated Press o agente responsável pela desativação de explosivos da Guarda Civil da Espanha.O agente, que pediu anonimato por razões de segurança, assegurou que a bomba era um modelo SD-250 alemão, com mais de um metro de altura e dois dispositivos que permitiam projetar os estilhaços de metralha a mais de um quilômetros de distância. "A Guerra Civil Espanhola serviu como um laboratório de provas para a Segunda Guerra Mundial. Por isso, não é difícil encontrar material bélico de todas as partes, tanto de origem alemã quanto britânica e soviética, por exemplo", afirmou."Encontramos algum objeto relacionado à guerra a cada três dias", disse o agente. Segundo a Guarda Civil, nos últimos quatro anos foram desativados 600 explosivos daquela época apenas na área metropolitana de Madri. "A zona sudoeste de Madri foi uma das frentes de batalha mais ativas. Na última década, o crescimento imobiliário provocou a construção de vários blocos de apartamentos nos povoados da região. Por isso, não é raro que, ao limpar o terreno para construções, apareçam esses vestígios", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.