Ismael Francisco/AP
Ismael Francisco/AP

Espanhol envolvido em acidente é julgado em Cuba

Angel Carromero está preso desde julho, quando aconteceu o acidente, pelo qual é responsabilizado

AE, Agência Estado

05 de outubro de 2012 | 14h53

BAYAMO, CUBA - Começou nesta sexta-feira, 5, em Cuba, o julgamento do jovem espanhol Angel Carromero, o motorista do carro que bateu e matou o conhecido dissidente Oswaldo Payá e um correligionário.

 

Veja também:

linkBlogueira e opositora cubana Yoani Sánchez é presa

 

Carromero está preso desde julho, quando aconteceu o acidente. "Esperem que se faça o julgamento e veremos como se dão as coisas. Estamos otimistas", afirmou na entrada do tribunal o cônsul da Espanha Tomas Rodriguez Pantoja.

 

O jovem espanhol e o sueco Jens Aron Modig estavam na parte dianteira do veículo, enquanto Payá e o outro dissidente, Harlod Cepero, estavam na parte traseira, quando o carro saiu da estrada e chocou-se com uma árvore.

 

As autoridades cubanas afirmam que o motorista ultrapassou a velocidade permitida e Carromero reconheceu publicamente que perdeu o controle do automóvel. De acordo com a legislação de Cuba, por causa das mortes no acidente, o espanhol pode pegar até 10 anos de prisão.

 

As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
Cubajulgamentoespanhol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.