Especialista em "estupidez" cai em cilada policial

Um homem de 61 anos, autor de dois livros sobre o "comportamento estúpido" do ser humano, foi detido por tentar marcar um encontro sexual com uma menor de idade, informou a polícia de Lantana, no Estado americano da Flórida. James F. Welles caiu nas redes da divisão de crimes sexuais da polícia estadual ao manter um diálogo por e-mail com uma menina de 15 anos. Na verdade, a garota era um personagem fictício das autoridades, que costumam "tentar" os pedófilos através da Internet."Este especialista em estupidez suspeitou que se tratava de uma cilada. No entanto, cometeu a estupidez de seguir adiante com o assunto", afirmou o porta-voz da polícia de Lantana. Segundo os investigadores, Welles disse à garota fictícia na Internet que, depois de se encontrar em um restaurante, teriam relações sexuais em seu automóvel."Mas não poderemos aparecer como um casal de namorados, teremos que fingir. Não se esqueça que estou cometendo um crime", escreveu Welles à menor, segundo revelou hoje a polícia. Ao informar sobre a detenção do escritor, os policiais indicaram que em um de seus livros, o próprio Welles escreveu que "no final das contas, a estupidez é um mal necessário".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.