Especialistas descartam falha técnica em avião polonês

Especialistas descartam falha técnica em avião polonês

O avião militar com o corpo do presidente da Polônia, Lech Kaczynski, morto ontem na queda do avião presidencial na Rússia, aterrissou hoje no aeroporto de Varsóvia vindo de Smolensk.

AE-DJ, Agência Estado

11 de abril de 2010 | 11h17

As primeiras investigações da caixa-preta descartam a possibilidade de que o acidente tenha ocorrido por conta de falhas técnicas na aeronave.

Tragédia

A tragédia ocorreu pela manhã de ontem, quando o Tu-154 sobrevoava a cidade russa de Smolensk. Além de Kaczynski, também estavam no voo a mulher dele, o ex-presidente da Polônia no exílio, Rysyard Kacyorowski - uma figura histórica da luta contra o comunismo no país -, o presidente do Banco Central, Slawomir Skrzypek, e o candidato à presidência Jerzy Szmajdzinski. Bispos da Igreja Católica, parlamentares, comandantes militares, o porta-voz do governo, o vice-presidente do Parlamento, o vice-chanceler e o chefe de gabinete de Segurança Nacional também morreram no acidente. Ao todo, 95 pessoas morreram.

Tudo o que sabemos sobre:
RússiaacidenteaviãoPolônia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.