Especialistas do continente americano discutem segurança nuclear em Quito

Vice-chanceleres e analistas de 35 países do continente americano, entre os quais Brasil, Equador, Colômbia, Paraguai, Estados Unidos, Espanha, Argentina e México, participarão, de 3 a 6 de abril, em Quito, do Encontro Pan-Americano sobre Segurança Radiológica e Nuclear, informou Ministério de Relações Exteriores do Equador. O evento, que inclui um seminário sobre "Verificação do Cumprimento dos Compromissos de Não-Proliferação" de armas nucleares na região, conta com o apoio da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA). O objetivo do encontro é "ampliar a consciência das nações sobre a necessidade de fortalecer a segurança radiológica e nuclear", assim como aumentar a cooperação regional neste campo. Busca-se fortalecer "o marco legal administrativo, técnico e regulador nos países", para que melhores níveis de segurança sejam atingidos, além de concretizar ações que permitam evitar o tráfico ilegal de substâncias radiativas pela região, segundo comunicado emitido pela Chancelaria equatoriana.

Agencia Estado,

28 Março 2006 | 01h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.