AP Photo/John Minchillo
AP Photo/John Minchillo

Especialistas em política externa emitem nota crítica

Conselheiros de política externa do Partido Republicano se uniram ao esforço da cúpula da legenda para tentar barrar a candidatura de Donald Trump

Cláudia Trevisan CORRESPONDENTE / WASHINGTON, O Estado de S. Paulo

04 de março de 2016 | 07h00

Conselheiros de política externa do Partido Republicano se uniram ontem ao esforço da cúpula da legenda para tentar barrar a candidatura de Donald Trump com uma carta na qual afirmam que seus planos na área de defesa colocariam o país em risco e ameaçarão sua liderança global.

O texto é assinado por 95 especialistas que já assessoraram ou trabalharam em governos republicanos. Segundo eles, a visão de mundo de Trump é inconsistente e perigosa. “Ele vai do isolacionismo à aventura militar no espaço de uma frase”, escrevem.  Na avaliação do grupo, a retórica anti-islâmica do bilionário compromete os esforços de combate ao radicalismo, ao afastar aliados que podem contribuir para esse esforço. Além disso, representa uma ameaça às liberdades e garantias constitucionais dos muçulmanos americanos.

“Na condição de republicanos comprometidos e leais, nós não podemos apoiar uma chapa liderada pelo sr. Trump. Trabalharemos de maneira enérgica para evitar a eleição de alguém tão absolutamente desqualificado para a função”, ressaltaram. O talento empresarial dele não se traduz em habilidade para conduzir a política externa, observam. “Nem todos os conflitos armados podem ser resolvidos como uma negociação imobiliária e não há recurso a tribunais de falência em temas internacionais.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.