Especialistas taiuaneses investigarão leite na China

Investigação foi desencadeada pela contaminação com melamina de leite e derivados chineses

EFE,

27 de setembro de 2008 | 12h58

Um grupo de especialistas taiuaneses partiu neste sábado para a China a fim de obter informações sobre a crise do leite contaminado e negociar mecanismos de segurança de alimentos chineses. Os especialistas taiuaneses, designados pelo Governo de Taiwan, permanecerão três dias em Pequim, onde manterão contatos com autoridades chinesas.  A visita diz respeito à crise gerada pela contaminação com melamina de leite e derivados na China, que afetou Taiwan, importador dos produtos chineses. "Taiwan espera que se estabeleça em breve um mecanismo de contato entre autoridades das duas partes do Estreito de Formosa para facilitar a resposta imediata a este tipo de crise", disse a alta funcionária de Saúde Hsiao Meiling, antes de partir. O incidente da contaminação do leite chinês e a demora em informar à ilha sobre a exportação do produto adulterado afeta negativamente a política de aproximação a Pequim do atual Governo. A oposição utilizou o incidente para afirmar que os laços com a China são perigosos para Taiwan, e que é preciso controlar ainda mais as importações e contatos.

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaTaiwan

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.