´Espero que viagem de Bush não tenha fins políticos", diz Evo

O presidente da Bolívia, Evo Morales, revelou nesta terça-feira, 6, seu desejo de que a viagem desta semana pelaAmérica Latina do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, não tenha como objetivo "assustar ninguém"."É um direito de qualquer presidente fazer visitas. Esperamos que seja com fins comerciais e não com fins políticos, de bloquear, amedrontar ou assustar alguém", disse Morales. Ele insistiu em seu desejo de manter um "diálogo aberto e sincero" com os EUA.O presidente boliviano respondeu a uma pergunta sobre a opinião de que a finalidade da viagem de Bush ao Brasil, Uruguai, Colômbia, Guatemala e México seria enfrentar a crescente influência na América Latina de governos como os do venezuelano Hugo Chávez e o do próprio Morales.O governo venezuelano acusou Bush de querer dividir oslatino-americanos. A Casa Branca respondeu que seu objetivo é ressaltar a "agenda comum" e "fazer avançar a liberdade,prosperidade e justiça social, assim como ressaltar os benefícios da democracia".Morales destacou nesta terça-feira, 6, o interesse de seu país num "diálogo aberto, sincero e sem cartas na manga" com países como os Estados Unidos, Venezuela, Cuba e Japão."Em meu país temos um forte sentimento nacionalista, de dignidade e de soberania, mas isso não significa não ter um diálogo", afirmou o presidente boliviano.Evo Morales chegou na noite de segunda-feira, 5, a Tóquio para uma visita oficial de quatro dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.