Espiã russa foi presa em 2010

Em junho de 2010, a russa radicada nos EUA Anna Chapman foi presa em Nova York com outras nove pessoas acusada de espionagem. Ela foi indiciada por fazer parte de uma rede de espiões do governo russo radicados nos EUA. Anna se declarou culpada e foi expulsa do país, em julho do mesmo ano, em uma troca de prisioneiros com Moscou. Após sua prisão, ela ganhou status de celebridade nos EUA por frequentar lugares da moda de Nova York. Uma boneca foi lançada inspirada na espiã e o vice-presidente Joe Biden chegou a brincar com o caso. "Não temos espiãs tão bonitas aqui", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.