Espião detido nos EUA poderá voltar a Havana

Condenado por espionagem nos EUA, o ex-agente cubano René González recebeu autorização para visitar seu irmão doente em Havana. A decisão foi comemorada na ilha. "(González) está feliz que poderá ver seu irmão. Essa não é uma petição política, mas uma solicitação puramente humanitária", afirmou o advogado do cubano, Phil Horowitz. González e outros quatro cubanos foram presos e condenados em 1998 na Flórida por formar uma célula da espionagem cubana. Após 13 anos na prisão, ele foi solto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.