ESPN americana suspende apresentadora que defendeu protesto de jogadores da NFL

Segundo o canal, Jemele Hill violou as diretrizes da empresa para o uso de redes sociais

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 17h56

WASHINGTON - O canal americano de esportes ESPN suspendeu nesta segunda-feira, 9, a apresentadora Jemele Hill por duas semanas de suas funções depois de ela se manifestar em redes sociais sobre os protestos feitos por jogadores da NFL contra a violência policial contra negros, criticada recentemente pelo presidente Donald Trump.

+Trump ordena e vice-presidente deixa jogo da NFL após protestos

Segundo o canal, ela violou as diretrizes da empresa para o uso de redes sociais. “Jemele já havia anteriormente desapontado seus colegas e a empresa com um tuíte impulsivo”, disse a ESPN em nota.

Hill escreveu no domingo que fãs de futebol americano deveriam boicotar patrocinadores do Dallas Cowboys, uma das franquias mais populares da liga, depois de o dono da equipe – um partidário de Trump –  ter ameaçado tirar do time jogadores que se ajoelhassem durante o hino nacional americano. / REUTERS

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.