Horacio Villalobos/Efe
Horacio Villalobos/Efe

Esposa de diretor do FMI diz não crer em acusações

Não tenho dúvidas de que a inocência dele será estabelecida", disse Anne Sinclair

Agência Estado

15 de maio de 2011 | 13h40

Anne Sinclair, esposa do diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, afirmou neste domingo, 15, não crer "nem por um segundo" nas acusações de agressão sexual pelas quais seu marido foi preso em Nova York.

"Eu não acredito nem por um segundo nas acusações feitas contra meu marido. Não tenho dúvidas de que a inocência dele será estabelecida", disse Sinclair, uma conhecida jornalista de televisão, em um comunicado.

As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIStrauss-Kahnagressão sexualesposa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.