Arun Sankar / AFP
Arun Sankar / AFP

Espuma tóxica provoca perigo de contaminação em praia da Índia

Médicos advertem que substância pode causar problemas na pele; recomendação não impediu que centenas de famílias que vivem em Chennai levassem os filhos para brincar no local

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de dezembro de 2019 | 10h04

CHENNAI, ÍNDIA - Uma ameaçadora espuma branca cobria nesta segunda-feira, 2, uma das praias mais famosas da Índia, em Chennai, sudeste do país, pelo quarto dia consecutivo, provocando um novo risco de contaminação para o país.

As crianças brincavam e faziam selfies nas bolhas brancas de Marina Beach, apesar do aroma azedo da espuma e das advertências para que os pescadores não entrassem no mar nesta região.

Os médicos advertiram que a espuma, que se forma a cada temporada de monções e que este ano é particularmente prejudicial, pode causar problemas na pele. 

Mas as palavras não abalaram as centenas de famílias que vivem nas imediações da maior praia urbana da Índia e que permitiram a seus filhos brincar na espuma tóxica.

Análise da espuma

O Conselho de Luta contra a Poluição de Tamil Nadu informou que está analisando amostras da espuma, que ocupa vários quilômetros ao longo da costa.

"Definitivamente não é bom que as pessoas entrem, mas elas não entendem os riscos", afirmou Pravakar Mishra, cientista do Centro Nacional de Pesquisas Costeiras de Chennai, que registrou o aumento da espuma nos últimos anos.

As autoridades estavam em alerta após o incidente de 2017, quando milhares de peixes morreram em consequência da contaminação que afetou as praias na mesma época do ano.

Prejuízos para a comunidade local

Um pescador que se identificou apenas como Jeyaseelan, de 30 anos, afirmou que os fregueses não querem comprar nem mesmo a pouca quantidade de peixe que ele conseguiu capturar nos últimos dias. "Todos pensam que está contaminado. Meu salário foi reduzido a nada", disse. 

Marina Beach tem sido um local fundamental para a sobrevivência de Chennai durante mais de um século. Nos fins de semana, milhares de pessoas visitam o que já foram praias de água cristalina, onde hoje a poluição representa mais um indício da luta da Índia para seguir o ritmo de uma economia em expansão.

O que teria causado a espuma?

Os especialistas culpam as chuvas torrenciais dos últimos dias, que teriam levado resíduos sem tratamento e fosfatos ao mar.

Mishra afirmou que grande parte da espuma é resultado de resíduos de detergentes que se misturam a outros dejetos.

Apenas 40% das águas residuais de Chennai e de outras grandes cidades são tratadas de maneira apropriada, informou o cientista. 

"O restante é vertido no mar e isto é o que acontece", disse ele. "Atualmente a contaminação representa uma ameaça maior para as praias indianas do que o aumento do nível do mar", completou Mishra. / AFP

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Índia [Ásia]poluição da água

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.