Esquadrão anti-bombas vistoria prédios no Rio

O esquadrão anti-bombas está vistoriando, a pedido das autoridades, todas as instituições ligadas à comunidade judaica, que desconfia que atentados possam ocorrer também aqui no Brasil. Nenhuma anormalidade foi encontrada até agora. O consulado de Israel, que fica no 12º andar de um prédio em Copacabana, na zona sul, já foi esvaziado e a segurança reforçada na parte externa do edifício. O esquadrão anti-bombas também faz uma vistoria no consulado britânico, que fica na praia do Flamengo.O gerente do hotel Marriot, de bandeira americana, também pediu reforço de segurança. O gerente-geral, que não quis se identificar, disse, por telefone, à reportagem da Rádio Eldorado que teme pela segurança dos hóspedes norte-americanos que lá estão hospedados. Ele não quis dizer quantos hóspedes do hotel são dos Estados Unidos, mas garantiu que receberam informações sobre os atentados por telefone, antes mesmo de a notícia ser veiculada no Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.