Estação de trens de Genebra é esvaziada após alerta de bomba

A estação de trens de Genebra foiesvaziada nesta terça-feira devido a uma ameaça de bomba nessas instalaçõesferroviárias, informaram fontes policiais. As autoridades suíças esvaziaram a estação, situada nocentro de Genebra, e interromperam todo o serviço ferroviário às13h10 de Brasília, assim como o funcionamento de bondes e ônibus. Além disso, mobilizaram ambulâncias nos arredores do edifício e,segundo testemunhas, há também forte presença policial nasImediações.As mesmas fontes disseram que não há civis dentro da estação e que policiais "estão revistando todo o edifício".A polícia cantonal emitiu a ordem de evacuação, disse à imprensa local um porta-voz da Companhia de Trens Suíça (CFF), que disse que estavam à espera que as autoridades indicassem quando o trânsito ferroviário será retomado.Além disso, disse que, por enquanto, a CFF não pode iniciar um serviço alternativo de transportes públicos, porque todas as ruas adjacentes à estação de Cornavin estão bloqueadas.Este é o segundo alerta por ameaça de bomba que afeta a cidade de Genebra em menos de uma semana, pois, em 5 de outubro, a sede européia das Nações Unidas, localizada nesta cidade, anunciou um aumento de suas medidas de segurança.A sede européia da ONU recebeu um alerta das autoridades suíças diante da possibilidade de que fosse alvo de um possível ataque terrorista.Genebra é onde fica a sede das Nações Unidas na Europa - a maior instalação da ONU depois da de Nova York - e reúne todas as agências humanitárias da instituição multilateral.Em suas instalações trabalham mais de 4.000 pessoas e a cada ano recebe mais de 8.000 reuniões de diferentes níveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.